terça-feira, 6 de novembro de 2012

Nini, Nonô e o pequeno elefantinho



 Nini e Nonô são dois elefantes gigantes que vivem na África. Quando se encontraram pela primeira vez sentiram um amor gigante um pelo outro. Nini estremeceu com o charme de Nonô e ele, ficou encantado com a doçura de Nini.  Assim, logo os dois namoraram e casaram. Por um tempo viveram um amor lindo e perfeito e até tiveram um filhotinho, Marlon, um elefantinho muito querido e simpático.
O casal de elefantes deu muito amor ao pequeno Marlon e sempre fizeram tudo junto, os três: Nini, Nonô e Marlon. Eles comiam juntos, tomavam banho de chuveirinho, brincavam de guerrinhas com sementes africanas, liam histórias e descansavam juntos.
Mas um dia, Nini e Nonô perceberam que não tinha mais todo aquele amor de antes e que estavam juntos apenas por amor a Marlon, o pequeno elefantinho. O casal de elefantes conversou, conversou e chegaram à conclusão que de alguma forma os três se amavam e decidiram continuar unidos para poder ficar próximo ao filhote.
Com o tempo Nini e Nonô começaram a sentir falta de alguma coisa que não sabiam o que era e então conversaram novamente e decidiram que um daria espaço ao outro, para que cada um deles, livres, descobrissem o que faltava em suas vidas.
Conversaram com Marlon, explicaram que ele fora fruto de um grande amor e que não tinha nenhuma culpa por esse sentimento ter acabado e que a partir de agora eles cuidariam de Marlon separados. Foi um momento difícil para os três, Marlon se sentiu dividido e Nini e Nonô se sentiram culpados por permitirem que aquilo que havia entre eles, se esvaísse com o tempo. Abraçaram-se e Nonô partiu triste para outro lugar, uma lágrima caiu de seus olhos, mas ele disfarçou sua dor. Nini abraçou Marlon, e chorou quietinha para que o filho não percebesse.
Nini e Nonô sabem que Marlon é um laço eterno entre suas vidas. Perceberam que eles deram certo pelo tempo que viveram juntos, foram muito felizes. Os três têm uma amizade linda e um novo sentimento de amor e respeito pelo outro.
Marlon estranhou um pouco, mas como é um garoto elefantástico logo percebeu que aquela era uma nova forma de sua família ser feliz. E ele deveria apenas curtir cada momento com o pai e com a mãe e mesmo com os pais separados o importante é que estavam felizes.

Para o meu filho João Felipe.

6 comentários:

✿ chica disse...

Linda e emocionante. Bela história e homenagem ao João. Marlon compreendeu e sabe que o amor que os pais tem por ele nunca acabará e nova fase será vivida ,aproveitando sempre a convivência em momentos de amizade e muito carinho. Foste brilhante,Edilene! Um beijo aos João, estou com muitas saudades dele. Neno manda um beijo também! beijos,chica

Tunin disse...

Linda essa homenagem! O amor dos pais pelos filhos é eterno. Ninguém pode quebrar esse afeto tão sublime.Muito educativo, professora!
Abração.

DUAS MOÇAS PRENDADAS! disse...

Que lindo, me emocionei!
Li para os meus sobrinhos, rsss
Lições preciosas como esta tem que ser compartilhada!
Beijo,
Lílian-blog Duas Moças Prendadas

Majoli disse...

Edilene, chorei ao ler essa histórinha, fiquei pensando que infelizmente o pai de meus filhos se afastou de vez, tem um ano que ele não aparece..

Mande beijos meus para o João Felipe.

Meu carinho pra você querida.

Toninhobira disse...

Que lindo Edilene,belissima criação.
Meu amigo João deve adorar.
Saudades dele.Cada dia melhor?
Bom fim de semana professora.
Meu terno abraço.
Bjo.
Um especial no coração do João.

Anne Lieri disse...

Di,que graça de história!O João deve ter amado!Eu amei esse elefantinho!bjs e boa semana!