segunda-feira, 16 de abril de 2012

Ficção de amor


Não conheço teus beijos, não sei do teu amor,
mas quando estou contigo
tsunamis ferozes tomam conta de mim,
devastam todo meu bom senso e
toda  minha moral.
Simultaneamente, sinto brisas e borboletas,
dominando  meu pensamento,
e sinto paz por ter você perto de mim.
Alcanço os céus no som da tua voz,
Sentidos que nenhum toque ainda conseguiu despertar,
afloram violentamente enquanto te ouço e viajo.
Impossível descrever meus pensamentos.
E os teus olhos,
 neles não sei se me perco ou se me encontro,
tens nos olhos o doce que mais amo
e um oceano de incertezas e mistérios.
Tuas mãos quando tocam as minhas, inexplicável!
Algo mais veloz que um trem bala me percorre o corpo
e me bambeia as pernas.
Nem todas as leis da física me elucidam esta dúvida.
Com tudo isso a vida apenas segue,
você sem saber desses turbilhões que se passam.
E eu vivendo como posso ou como devo.
Tua amizade me mantém viva,
apenas imaginando tudo o que quero e preciso
 e assim matando meu desejo de te amar.
Você é minha ficção de amor.
Eu te invento para mim, como eu quero e preciso.




11 comentários:

✿ chica disse...

Linda poesia e ficção de um amor,Edilene!!!Escreves muito bem!Gosto de te ler!beijos,chica

Anne Lieri disse...

Ai Di, que ficção mais apaixonada!Muito linda sua poesia!Bjs e minha amizade!

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa noite!
Tudo bem?
Nossa! Eu estou encantado com estes seus versos..Fico comovido qdo um amor mostra-se forte..isso em forma de poesia/ficção ficou lindo ... E que sensibilidade a sua!...
Obrigado pelo carinho da visita!
Boa sexta!
Beijos

Ana Carla de Jesus disse...

Eu não poderia viver com este sentimento dentro de mim,já teria explodido ou me afastado de tal pessoa!
Lindo poema prima tem sentimento,é real ou fictício?

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Edilene
Nessa ficção todos entramos um pouco... faz parte do amor...
Bjm de paz e ótimo Domingo!!!

Milena Matos do Amaral disse...

Que romântico isso,adorei...é assim que nos sentimos mesmo qdo nosso coração é flechado.Sempre gosto de seus rabiscos rs.Obrigada por ter gostado do meu poema e ter ido me ver.Bjos !!!

Renata Diniz disse...

Oi Edilene! Inventar o amor pode ser muito bom e em sua poesia ficou lindo. É muito bom encontrá-la aqui também. Sou a Mamãezinha da Laura no Crescendo Juntas. Seja bem-vinda ao Memórias Reveladas. Muito obrigada pela presença. Beijos e meu carinho. Casa linda essa também!

Lílian Almeida disse...

Nossa até "arrupiei" como diz a minha avó, rsss, lindissima poesia, vibrante e apaixonada !
Beijo
http://casascoisaseoutros.blogspot.com/

Aleatoriamente disse...

Gostei da ficção e do poema.
Um texto cheio de sentimentos tão bonitos.

Beijinho Edilene

soninha disse...

hummm..muito bom!!parabéns!
beijinhos de alegria

Ana Bailune disse...

Este foi o que me trouxe até aqui... lindo, lindo!