terça-feira, 20 de novembro de 2012

Da cor do pecado



Moreno chocolate
Dos olhos amendoados
Com sorriso iluminado,
A tua cor é o meu pecado.

Quando vejo teu sorriso,
E teus olhos cruzam os meus.
Não sei bem o que sinto,
Eu viajo nesse breu.

Tua pele escura e brilhosa,
Teu músculos tão perfeitos.
Escultura maravilhosa
Que desperta os meus desejos.

Meu ébano, meu diamante negro,
Teus lábios me levam ao céu.
Desse jeito perco todos meus medos,
E me acabo nesse teu mel.




terça-feira, 6 de novembro de 2012

Nini, Nonô e o pequeno elefantinho



 Nini e Nonô são dois elefantes gigantes que vivem na África. Quando se encontraram pela primeira vez sentiram um amor gigante um pelo outro. Nini estremeceu com o charme de Nonô e ele, ficou encantado com a doçura de Nini.  Assim, logo os dois namoraram e casaram. Por um tempo viveram um amor lindo e perfeito e até tiveram um filhotinho, Marlon, um elefantinho muito querido e simpático.
O casal de elefantes deu muito amor ao pequeno Marlon e sempre fizeram tudo junto, os três: Nini, Nonô e Marlon. Eles comiam juntos, tomavam banho de chuveirinho, brincavam de guerrinhas com sementes africanas, liam histórias e descansavam juntos.
Mas um dia, Nini e Nonô perceberam que não tinha mais todo aquele amor de antes e que estavam juntos apenas por amor a Marlon, o pequeno elefantinho. O casal de elefantes conversou, conversou e chegaram à conclusão que de alguma forma os três se amavam e decidiram continuar unidos para poder ficar próximo ao filhote.
Com o tempo Nini e Nonô começaram a sentir falta de alguma coisa que não sabiam o que era e então conversaram novamente e decidiram que um daria espaço ao outro, para que cada um deles, livres, descobrissem o que faltava em suas vidas.
Conversaram com Marlon, explicaram que ele fora fruto de um grande amor e que não tinha nenhuma culpa por esse sentimento ter acabado e que a partir de agora eles cuidariam de Marlon separados. Foi um momento difícil para os três, Marlon se sentiu dividido e Nini e Nonô se sentiram culpados por permitirem que aquilo que havia entre eles, se esvaísse com o tempo. Abraçaram-se e Nonô partiu triste para outro lugar, uma lágrima caiu de seus olhos, mas ele disfarçou sua dor. Nini abraçou Marlon, e chorou quietinha para que o filho não percebesse.
Nini e Nonô sabem que Marlon é um laço eterno entre suas vidas. Perceberam que eles deram certo pelo tempo que viveram juntos, foram muito felizes. Os três têm uma amizade linda e um novo sentimento de amor e respeito pelo outro.
Marlon estranhou um pouco, mas como é um garoto elefantástico logo percebeu que aquela era uma nova forma de sua família ser feliz. E ele deveria apenas curtir cada momento com o pai e com a mãe e mesmo com os pais separados o importante é que estavam felizes.

Para o meu filho João Felipe.